Páginas

3 de out de 2009

Só mais uma história de amor

“Eu estarei lá por você
Estas cinco palavras que eu juro para você
Quando você respira eu quero ser o ar para você
Eu estarei lá por você
Eu viveria e morreria por você
Roubaria o sol do céu para você
Palavras não podem dizer o que um amor pode fazer
Eu estarei lá por você.”

Ela encarava atônita o pedaço de papel, não imaginava que mesmo depois de tudo que acontecera ele ainda seria capaz de amá-la. Ele tinha partido e deixara no espelho um lembrete de seu sentimento por ela, algo que ele ainda sentia e que pela intensidade das palavras tiradas da música preferida dos dois, ‘I’ll be there for you’, demorariam muito para desaparecer.
As lágrimas caíram sem aviso, ela não esperava esse fluxo estranho de sentimentos. Queria abraçá-lo, dizer a ele que ainda o amava, que tudo estava bem, que eles iam ficar juntos para sempre, que ela queria ser o ar para ele, que ela morreria e viveria por ele, que ela roubaria o Sol do céu se ele a pedisse, mas ela sabia que era impossível, que não havia meios deles ficarem juntos.

“Tem sido chuvoso desde que você me deixou
Agora estou me afogando no dilúvio
Vê, eu sempre fui um lutador,
Mas sem você, eu desisto”

Ele olhava pela janela do quarto, alguns quilômetros de distância dali, não tinha mais forças, sentia que sua vida havia desmoronado, a odiava tanto pelo que ela tinha feito, mas era incapaz de deixar de amá-la, ainda sentia que se ela precisasse dele, ele faria o possível para chegar até ela.
Tinha sido tudo tão lindo, um conto de fadas, shows da banda preferida dos dois, Bon Jovi, viagens ao redor do mundo, mochileiros felizes e apaixonados perdidos na Europa, praias, museus...por que isso não poderia ser assim pra sempre? Ora, nós crescemos, responsabilidades aparecem, mas ele achava que eles poderiam continuar felizes...não imaginava que ela fosse capaz de...

“Bem, não há sorte nestes dados
Mas se você me der apenas mais uma chance
Nós podemos refazer nossos antigos sonhos e nossas vidas
Encontraremos um lugar onde o sol ainda brilha”

Ela falava sozinha, inventando desculpas patéticas que não funcionariam para justificar o que havia feito. Ele nunca a perdoaria, não havia amor capaz de tanto. Ou haveria?

“Eu sei que você sabe que nós temos passado bons momentos
Agora eles têm seus próprios caminhos a seguir
Eu posso te prometer o amanhã
Mas eu não posso comprar de volta o ontem”

A campainha tocou, ele acordou sobressaltado, havia adormecido enquanto olhava fotos dos dois depois de várias noites em claro.
‘Deve ser o leiteiro’- resmungou, mas à essa hora da manhã? Ele finalmente havia conseguido dormir...
Abriu a porta e se deparou com ela. Os olhos cheios d’água, ela o olhava como se tentasse pedir perdão com os olhos, não conseguiria pôr em palavras as desculpas que tanto havia ensaiado, ele a abraçou e disse que estava tudo bem, enquanto ela soluçava em seus braços, ele murmurava o trecho preferido dos dois

“I'll be there for you
These five words I swear to you
When you breathe I want to be the air for you
I'll be there for you
I'd live and I'd die for you
I'd steal the sun from the sky for you
Words can't say what love can do I'll be there for you”

E ele estava, e sempre estaria.

Ps.: It's in portuguese, I'll translate it soon!:)
xxxx

Nenhum comentário:

Postar um comentário

What do you think?